Música

Amor Violento: o disco novo do Quarto Negro

Fazia tempo que eu não escrevia press release. Topei o convite para escrever sobre o disco novo da dupla paulistana Quarto Negro, que sai pela Balaclava Records, por um motivo muito simples: gostei do que ouvi.

É o segundo disco do Quarto Negro e, assim como o primeiro, foi gravado na gringa. Desconocidos, de 2012, foi gravado em Barcelona. Amor Violento foi gravado em Portland – a cidade onde eu deveria morar. Tenho certeza que as boas dicas que Thiago e Eduardo deram quando visitei a cidade pesaram na hora de escrever. Eles têm bom gosto pra viajar.

Amor Violento é um disco atmosférico e lento. Levou mais de um ano para ser finalizado e lançado, culpa da despreocupação da dupla em abraçar qualquer tendência ou momento. A demora é positiva: o disco é bem-acabado, esperto, muito particular. Imagine um MBV suave e cantado em português.

O lançamento vem acompanhado de um documentário. GRU-PDX mostra os bastidores dos seis meses de gravações em Portland enquanto entrevistas com artistas locais contam como a cidade se tornou uma das mais interessantes cenas musicais dos EUA.

Poster GRU-PDX Quarto Negro