3 Travel Bloggers, Peru, Portfólio, Viagem

Explorando Cusco com Avianca Travel Bloggers

Foto do destaque: vista da parte velha de Cusco por Arturo Bullard.

Machu Picchu está na lista de todo viajante que conheço. É um dos destinos mais incríveis do mundo, um lugar cheio de história, misticismo, natureza e engenharia. Impressiona pelo tamanho, pela altura e pelo mistério.

Em abril passado realizei o sonho de pisar lá. E o melhor, com dois viajantes que conhecem super bem a área: Arturo Bullard, um fotógrafo peruano especializado em aventura e natureza, e Daniel Tirado, travel blogger e celebridade colombiana (sério, ele dá autógrafo na rua). Arturo e Dani são meus colegas no projeto Avianca Travel Bloggers e foram meus guias nas gravações dos episódios em Cusco – veja todos abaixo ou direto no Youtube da Avianca.

A cidade sagrada do império Inca fica próxima a Cusco, onde começamos a viagem. Cusco foi uma das cidades mais importantes do império Inca, construída no século XI (ou XII, dependendo da fonte) e invadida e saqueada pelos espanhóis liderados por Francisco Pizarro. Os católicos se encarregaram de destruir quase todas as construções Incas, mas o trabalho de arqueólogos nos últimos cem anos está revertendo isso. O que significa que há muito para ver em entre Cusco e Machu Picchu.

A cidade fica a quase 3.500 metros de altitude e de cara eu fiquei péssima com mal de altitude. Pensa: nós paulistanos vivemos a míseros 500 metros de altura em relação ao nível do mar. Ainda bem que as sagradas hojas de coca estavam lá para ajudar!

Foi uma viagem rápida, que só aumentou minha vontade de voltar. Fiquei impressionada mesmo é com a quantidade de coisas para ver ao redor de Cusco. Ruínas, salinas, montanhas, rios, hotéis e restaurantes incríveis. As paisagens dramáticas, a culinária fantástica baseada na vasta oferta de ingredientes únicos do país e o aparentemente infinito potencial arqueológico do país cuidam para que o turismo seja cada vez mais importante para os peruanos. Não dá pra negar que Machu Picchu seja a jóia da coroa, merecedora de seu status de Maravilha do Mundo Moderno.

No vídeo abaixo, uma ruína super preservada e menos conhecida: os terraços de Moray. Colado ali fica um restaurante ótimo de comida novo-andina, o El Parador, onde só dá pra chegar de carro.

Não é muito a minha cara, mas Arturo e Dani acabaram me arrastando pra fazer o rafting no Rio Urubamba. É gelado, claro, e fica com essa cor marrom por causa das águas que descem das montanhas durante a estação de chuvas, quando o rio fica mais cheio e mais forte – perfeito pra prática. É um dos rolês mais procurados do Vale Sagrado e vai no sentido Cusco – Machu Picchu. Há várias operadoras de turismo oferecendo o mesmo pacote, mas vale pesquisar bem. Não só porque você *não quer* cair nessa água, mas também porque a trilha inca segue o vale do rio e o há várias ruínas e detalhes no caminho que podem passar despercebidos se o guia não parar para mostrar.

Ainda tem muito mais, e vou contar numa série de posts aqui no blog no próximo mês. Tem alguma coisa que você quer saber sobre Cusco e Machu Picchu? Manda aí nos comentários que eu abordo o assunto num próximo post!

Enquanto isso, pega um café e um bolinho e senta pra assistir o episódio completo do #UnNuevoDestino com Avianca Travel Bloggers. E segue a gente no canal da Avianca no YouTube e na página do 3 Travel Bloggers no facebook.

** MAIS **

Mailing do How to Travel Light: uma vez por mês, de graça, só com os posts mais legais -> clique aqui e não perca nenhum!