São Paulo

centro.cx: registro criativo do centro de São Paulo

centro de são paulo

Esvaziado por décadas de negligência, o centro de São Paulo está mudando. O processo de retomada do centrão começou com o acerto da então prefeita Marta Suplicy de colocar a Prefeitura no Viaduto do Chá. E cresceu ao levar multidões para o centro a cada edição da Virada Cultural, criada na gestão Serra-Kassab. Hoje, a retomada do centro é reforçada por melhorias da cidade como ciclofaixas e ônibus noturnos.

Essa retomada passa pela agenda do CCBB, Praça das Artes, Teatro Municipal e Pinacoteca, mas não é só uma questão de poder público. Ela também também depende das festas de rua, do Paribar, do Ramona, da Trackers e das lojas da galeria Nova Barão. E ganha força com movimentos como o Parque Minhocão, o Parque Augusta e o SP na Rua.

É um processo que está longe de terminar, como qualquer um que ande no centro de dia ou de noite pode ver. Mas já ganhou força suficiente para levar vida criativa à prédios e espaços do centro.

Mandíbula, Fluxo e Balsa vêm à cabeça, mas há muito mais. Tanto que é difícil mapear.

centro de são paulo

“Registro da ocupação criativa do centro de São Paulo.”

Quando começou a trabalhar no Mirante do Vale, em 2014, o designer gráfico Felipe Rocha quis fazer um guia desses novos lugares. “Percebemos que várias coisas estavam acontecendo na região mas não tinha nenhum lugar ainda que juntava tudo isso,” conta em entrevista por email.

Felipe, que trabalha no estúdio Arnold, chamou o amigo jornalista Luiz Romero. “Durante o processo das entrevistas, ouvimos muita gente falando sobre as mudanças da região, a parte legal, a parte chata. Tudo isso fez o projeto tomar forma.”

Já estão no ar fotografias e reportagens sobre o Centro Cultural Casa do Povo, o estúdio e galeria Overground e o espaço Phosphorus. A lista do que chega em breve inclui o Ouvidor, Pessoal do Faroeste e Publica. A equipe, formada pelo designer Murilo Fonseca, o fotógrafo Leonardo Sang e os repórteres Alexandre Aragão, Luisa Cella e Nathan Fernandes, deve fazer updates semanais.

As novidades que aparecem no centro a cada semana são um desafio, é claro. “Mapeamos os lugares no fim de 2014 e de lá pra cá muitos lugares novos surgiram, como o Elevado, Casa da Luz, Labhacker… Estamos entendendo como vamos nos atualizar. Vamos precisar de novas pessoas pra irem a campo.”
Se quiser indicar outros espaços, entre em contato com o centro.cx por email ou pelo Facebook. Também vale deixar sua sugestão aí nos comentários.

centro.cx, centro de são paulo

** MAIS **

Mailing do How to Travel Light: uma vez por mês, de graça, só com os posts mais legais -> clique aqui e não perca nenhum!