Música, Prosa

David Bowie 1947-2016

“David Bowie has died” – a manchete do Pitchfork é simples, direta e só diz o que precisa dizer. Hoje, 11/01/2016, David Robert Jones morreu. Ele tinha 69 anos, enfrentava câncer há 18 meses e faleceu em casa, perto da família.

Fiquei sabendo lá pelas oito da manhã, porque tenho o péssimo hábito de acordar e olhar o celular. “Sorry for Bowie, hope you are OK”, mensagem de alguém que não faria esse tipo de piada. O Twitter oficial confirmou. Publiquei no Facebook, ouvi Bowie o dia todo e acompanhei a repercussão. Que nem todo mundo.

Já escrevi muitas linhas sobre Bowie, e por isso um monte de amigos ligaram e mandaram mensagens durante o dia (obrigada, amo vocês). Aqui não teve choro, nem drama, nem dançar sozinha na sala, mas cada um tem uma forma diferente de lidar com perda. O maior fã de Bowie que conheço ficou o dia todo offline e não quer falar com ninguém. Pessoas que nunca deram grandes bolas pro Bowie estão na lamentação virtual. Um monte de gente trocou avatar pela estrela preta ou colocou raios na cara (fiz ambos). O Iggy Pop falou a coisa mais linda. Pessoas estão dançando debaixo de chuva agora em Brixton. Sites fizeram posts para caçar page views.

Faz parte de perder alguém importante. E ouso dizer que fiquei até um pouco feliz com tamanha comoção. Bowie não era (não é) ícone cult, coisa pra poucos. Bowie é nosso.

Por aqui, a admiração louca pelo meu ídolo maior vai continuar existindo. Mas ele estava velho, tinha uma doença grave, viveu uma vida plena e morreu feliz ao lado da família. E ainda conseguiu lançar um excelente disco antes de partir! Quantas pessoas têm essa benção?

O que me impressionou pra valer é a arquitetura magistral da partida. Há quatro anos voltou para o spotlight e começou a se despedir de sua arte, sua música, seu público. O lançamento de “Where Are We Now”, o clipe de “Lazarus”, o lançamento mundial do Blackstar, o email final para o Brian Eno – era sua mensagem ficando clara.

Uma despedida e tanto. Eu não esperava menos.

Leia também

David Bowie do Dia
Série de posts sobre a vida e obra do artista, publicado em 2013 na MTV Brasil.

David Bowie chega a São Paulo
Entrevista com Geoffrey Marsh, curador da exposição David Bowie Is, publicada na Folha de São Paulo em 2013.

Five Things We Can Learn From David Bowie
Bowie e a fina arte de viajar. Em inglês para MatadorNetwork.