Música, Portfólio

Entrevista: James Murphy para MTV1

[original aqui]

JAMES MURPHY NA RBMA: ‘EU NÃO AFASTEI O ARCADE FIRE DE SUA ESSÊNCIA’


James Murphy na Red Bull Music Academy

Flying Lotus, Four Tet, Ryuichi Sakamoto, Debbie Harry ou James Murphy batendo papo na cafeteria: é só mais um dia normal do mês da Red Bull Music Academy NY. Na tarde da última quarta-feira, enquanto o venerável Sakamoto toma café com um grupo de jovens de olhos puxados, o DJ, produtor musical e eterno LCD Soundsystem James Murphy está dentro de um estúdio conversando com alguns estudantes enquanto um deles grava outro tocando bateria.

Numa edição da Academia que primou por celebrar a cultura musical da cidade, faz todo sentido que Murphy transite pelo prédio como se fosse o dono dele. É, afinal, o padrinho de tudo que é cool em Nova YOrk na última década. Em meio à discussões técnicas e teóricas sobre o funcionamento de um estúdio profissional, é ele quem define melhor o que é, afinal a Academia: “é um lugar para nerds”.

Mais tarde, numa entrevista em que Murphy falou sobre acabar o LCD Soundsystem para “tentar ter uma vida de verdade” e sobre não ter comprado o disco novo do Daft Punk, eu perguntei pra ele sobre como foi atuar comoprodutor musical do novo disco do Arcade Fire.

Você pode falar sobre o disco novo do Arcade Fire?

James Murphy: Sim e ele é ótimo! É bastante variado. Eu estou envolvido demais com o processo para conseguir explicar como o disco soa, mas há canções bastante lentas, outras são rápidas, longas, curtas, complicadas e simples. Eu acho que levo um ano para conseguir me distanciar e entender como um disco soa. Mas eu fiquei bastante animado com esse. É lindo.

Quando poderemos ouvir? Os fãs mais antigos do Arcade Fire vão gostar?

James Murphy: Eu não sei quando ele será lançado, mas eu acredito que os fãs da banda vão gostar do disco. Eu não os afastei de sua essência em nenhum momento. Mesmo que quisesse, não conseguiria – eles estão no controle todo o tempo.

No vídeo abaixo a banda canadense invade o show de despedida do LCD Soundsystem, em 2011 em Nova York, para tocar ‘North American Scum’.


* Pelo bem da transparência: eu estou em Nova York para participar da 15º edição da Red Bull Music Academy a convite do evento.