Portfólio

Goo entrevista: Dâm Funk

Vai ao ar no próximo Goo (sábado, 03/12/2011) a entrevista que fizemos com o Dâm-Funk aqui em São Paulo esses dias. O moço veio para o Brasil para tocar no festival Inner, junto com artistas de modalidades diversas.

Dâm-Funk, cujo nome verdadeiro é Damon, é um dos mais criativos produtores da Califórnia hoje, conhecido como “embaixador do boogie funk” (título que detesta) e pode falar por horas seguidas das diferenças entre um tipo X ou Y de funk. É um cara cheio de marra, que gosta de Francois Kervokian e Snoop Dog na mesma medida e tem fala suave num clima entre o xavequeiro e o boa gente. Ninguém hoje representa o funk meloso de Los Angeles como ele.

http://api.soundcloud.com/tracks/25379407"
Além de lançar suas faixas pela importante Stones Thrown (pense em Madlib, Mayer Hawthorne, MF Doom, Aloe Blacc) Damon atua como DJ num setup que inclui discos de vinil, um microfone e um pequeno sintetizador. A estada em São Paulo teve tempo pra aquela visita padrão aos lojas de discos usados onde o cara achou “algumas coisas  que estava procurando faz tempo”.

Não quis entregar o ouro mas, da mesma forma que um de seus ídolos, o Moodymann, usa o microfone para falar os nomes dos artistas que está tocando durante o set.

E aproveitando o assunto “vinil exótico brasileiro”, Dâm-Funk não pareceu muito impressionado com o Batuta Sessions do 2Many DJs, dizendo que ouviu mas que “já gostava dessas coisas antes”. He.

http://api.soundcloud.com/tracks/1290484
Mas vamos lá, uma das coisas legais do Dâm-Funk é sua relação com outros músicos que não são ligados ao mesmo universo funk/groove. O cara não mede elogios, por exemplo, a Ariel Pink (no twitter esses dias: “quando os humanos vão perceber que esse é um dos maiores gênios da música hoje?”). A amizade rendeu esse ótimo remix para “Fright Night” e, segundo Damon, Ariel é um dos convidados de seu próximo álbum, que sai em 2012.


Outra parceria que não parece óbvia num primeiro momento é com a cantora/compositora Ramona Gonzales, a Nite Jewel. Não parece mas faz todo o sentido depois de escutar. Ramona deve estar no tal disco de 2012 e o Nite Funk também deve ter um álbum próprio. Quando? Ele não diz. Mas rola downloads aqui e aqui de algumas faixas soltas.


Historinha: no começo do ano no SXSW eu cruzei todas essas figuras no mesmo dia. Após entrevistar a Ramona no subsolo de um bar (tem essa entrevista numa das primeiras edições do Goo) fui para um show do Ariel Pink e o Dâm-Funk era um dos convidados. Num papo rápido, ele contou que seu projeto com a Nite Jewel deveria render álbum logo. Não fiquei pra ver até o fim do show porque tinha que ir ver o show de outras meninas da mesma galera que a gente tinha acabado de conhecer, as irmãs Kaplan do Puro Instinct (que também estão em entrevista no Goo). São essas gurias que Dâm-Funk citou na entrevista ao Goo como donas do melhor videoclipe de 2011.

Todo esse papo e mais uma explicação digna sobre o boogie funk a gente deve mostrar no programa. Perde não!


GOO MTV com Yelle, Lana Del Rey, Dâm-Funk

Sábado, 03/12/2011, 23h

Reprise terça, 21h

ps: aqui, um set do cara no Beats in Space ;D