Música

OUÇA: Twin Peaks

Uns moleque zoado. É a primeira coisa que você pensa quando ouve “Making Breakfast”, uma das 16 (!) faixas de Wild Onion, do Twin Peaks, uns caras que fugiram da escola em Chicago para gravar disco. O primeiro chama Sunken e é do ano passado.

Pelo vídeo acima o lance todo parece tão tosco que não dá pra entender que esses caras tenham um disco, quanto mais dois. Ao mesmo tempo, juro que essa música vai ficar na sua cabeça. Você vai querer ouvir de novo. Você vai ouvir o disco. E vai gostar.

Acontece que procurar sensatez em música acaba com a graça da coisa, não? O Twin Peaks é legal justamente por essa qualidade “o que aconteceria se a gente colocasse quatro garotos chapados no palco pra tocar rock e daí eles fossem bons mesmo?” É como se gangue de meninos que sua mãe falou pra evitar na escola gostasse de Big Star e soubesse escrever umas letras. Funciona.

Deu no Guardian: “A banda tem o balanço certo entre relaxo e esmero. Soa cuidadosamente construído ao mesmo tempo em que parece que vai desmontar a qualquer momento. Brilhante e crú, sofisticado e lo-fi, arrogante e inseguro, distorcido e arrebatador.” Eu não escrevia melhor.

Wild Onion: dos mais legais de 2014

Wild Onion: dos mais legais de 2014

PS1 -> Teve Podcat essa semana, mas não postei no blog por motivos de falta de tempo. Mas você pode ouvir a seleção “melhores do ano super indie” bem aqui. Semana que vem tem mais.