Comida, Portugal, Viagem

Rolê gastronômico: o gosto do Porto

real companhia velha, vila nova de gaia, portugal

Dormi a manhã inteira na van, durante a viagem do #PortugalFoodStories até Porto, na beira do Douro, norte de Portugal. Por aqui passaram romanos, mouros e judeus. Aqui o Marquês de Pombal regulamentou um dos mais conhecidos produtor portugueses: o vinho do Porto. Aqui Afonso Henrique arquitetou a Reconquista (quando Portugal se tornou um reino independente e católico) e comerciantes resistiram à Santa Inquisição. Porto é tão rica em história quanto qualquer capital européia. E sua comida é diferente.

O responsável por nos mostrar essa variedade culinária, que tem muito a ver com o Rio Douro (é aqui que ele encontra o mar) foi André Apolinário, guia do Taste Porto Food Tours, nascido no Porto e formado em engenharia. O grupo, que André toca pessoalmente com mais dois sócios, oferece tours guiadas por lugares marcantes da cidade, como o mirante da Ribeira, e paradas estratégicas para degustar delícias como as queijadinhas do Mercado do Bolhão.

André e as queijadinhas no centenário Mercado do Bolhão – mas essas não tem queijo.

André e as queijadinhas no centenário Mercado do Bolhão – mas essas não tem queijo.

O food tour começou em 2013 e está sempre afinando o roteiro, que acontece diariamente, no máximo duas vezes por dia e sempre com grupos pequenos, de forma que todos possam conversar e conhecer. Para quem visita é mais um passeio com amigos do que um rolê turístico. Para André, é uma forma de aprofundar cada vez a relação com o que ele acredita que há de melhor na cidade.

No roteiro não há, por exemplo, “francesinha”, o sanduíche local que de francesa e inha não tem nada. Não que francesinha seja ruim (pelo contrário, é uma delícia). Mas para André, é apenas mais uma das coisas que o visitante vai encontrar na rua. Ele está certo/

O que o Taste of Porto quer mostrar são locais como o Flor dos Congregados, que há três gerações serve as mesmas receitas no beco de mesmo nome. O espaço exíguo é totalmente renovado, com decoração esperta usando peças antigas do local e boa seleção de vinhos – bebemos um espumante tinto tinto do Douro, leve e ácido.

Há sardinhas, arroz de feijão (quanto cozinha os dois grãos juntos), tripas e enguias fritas. Mas o imperdível é o sanduíche (ou sande) chamado Terylene, com pão caseiro, presunto curado e barriga de porco. Simples, delicioso e no tamanho certo.

Pé de porco.

Pé de porco no pequeno Flor dos Congregados.

É bacana a idéia de fazer paradas rápidas e comer pouco de cada vez. Até porque sobra espaço para a celebração final, na Taberna do Largo, um pequeno restaurante escondido atrás de uma portinha na charmosa e grafitada Rua das Flores.

Lá dentro, uma mesa posta serve uma seleção de vinhos da região (que vão variar conforme a disponibilidade) com coisas típica dos petiscos portugueses: presunto, azeitonas, tremoço, queijos de cabra e ovelha, pães, chouriço grelhado na mesa. A Taberna também serve de empório, vendendo de balas e licores e mel e bacalhau, que as donas selecionam com pequenos produtores de todo o país.

Chouriço no Armazém das Flores, Porto.

Chouriço na Taberna do Largo, Porto.

Pra terminar, claro, um dedinho de vinho do porto, que vem ali da Vila Nova de Gaia, do outro lado da ponte (que nós também visitamos). O Paste of Porto dura 3h30 e custa €55 – inclui todas as refeições e bebidas, vouches de desconto caso você volte ou decida fazer compras em algum dos lugares indicados (não houve nenhuma pressão nesse sentido), seguro cobertura para o caso de acidente e a aula de história do André. Vale cada centavo.

Taste of Porto Food Tours

http://www.tasteporto.com
http://facebook.com/tasteportofoodtours
http://twitter.com/portofoodtours
http://instagram.com/portofoodtours

*

Estive em Portugal com o #PortugalFoodstories, um roteiro promovido pela APETECE, entidade que promove o patrimônio gastronômico de Portugal. Acompanhe meus posts nessa tag, veja fotos todos os dias no meu instagram e siga o mapa nesse link.

PFS007_TabernaPorto01

O pá!