Uruguai, Viagem

Vou Sozinha: Uruguai

Viajar sozinha é não só uma paixão e faz parte de quem sou. É nas viagens solo que descubro como gosto de viajar e porque prefiro explorar o mundo do meu jeito, sem amarras. Por isso, às vezes na impossibilidade de viajar por uns meses (acontece) saio pesquisando novos destinos.

Meu novo destino: Uruguai

Pode acontecer, mas não acho que preciso sempre de um ou dois motivos específicos para escolher determinado lugar. Mesmo assim, aqui vão algumas razões de escolher o Uruguai: fica do nosso ladinho; é conhecido por ser um país seguro; é possível atravessar usando apenas transporte público; os uruguaios são um povo acolhedor e no Uruguai você encontra opções tanto para passar um tempo sozinha refletindo sobre a vida, quanto destinos de natureza, festas e agitos — é só saber escolher.

Vista panorâmica da cidade e zona portuária de Montevidéu, capital do Uruguai. Foto: jorisvo via Shutterstock.

Quando ir

Regra de ouro para quase qualquer destino: a melhor época para viajar depende do que você quer ver. No caso do Uruguai, e importante estar ficar atenta e considerar que fora da alta temporada muitas cidades ficam praticamente desertas e atrações e lojas fecham as portas.

Para viajar sem medo de encontrar locais fechados, a melhor época é sem dúvida o verão que, claro, coincide com o nosso. Ou seja, de novembro a março, você encontrará o país todo a pleno vapor. Mas também é importante lembrar que na alta temporada os preços sobem e você acaba pagando um pouco mais caro. Por isso reservar com antecedência é fundamental, especialmente hotel e locação de carros.

Durante a baixa temporada, no inverno, a dica é evitar as cidades que dependem das praias e adaptar o roteiro ao clima do país. Colônia del Sacramento, por exemplo, é uma ótima alternativa para quem quer fugir do agito. Punta del Este, por outro lado, fica quase abandonada durante os meses de abril a setembro e tem muito do seu comércio fechado até o recomeço da alta estação. Mas é fora da alta temporada que você consegue os melhores preços, então, vale a pena planejar e decidir qual versão do país você quer conhecer.

Centro histórico de colônia de Sacramento é patrimônio mundial combado pela UNESCO. Foto: Jordan Adkins via Shutterstock.

O que comprar

Quem vai ao Uruguai não deixa de trazer na mala doce de leite, alfajores, vinho e azeite. Existem várias marcas de doce de leite e as mais conhecidas são Conaprole, Los Nietitos, Narbona e Lapataia. Algumas marcas são mais fáceis de encontrar do que outras, claro. E doce de leite anda junto com alfajor — ambos sensacionais e ligeiramente mais fortes do que os argentinos. São baratos e fáceis de encontrar. Não adianta perguntar para as pessoas qual preferem: cada um tem uma resposta diferente. A dica é provar todos até encontrar sua marca preferida. Vinho é outro item que deve estar na sua lista de compras. O país é bastante conhecido por sua cultura vinícola forte com foco na uva Tannat.

Adorada pelos turistas e locais, a Feira Tristan Narvaja em Montevidéu leva o nome da principal rua que ocupa e se extende por uma área extensa na região central da cidade. Vale deixar para visitar no final da viagem porque é onde você encontrará de tudo.

A parrilla uruguaia é diferente do churrasco brasileiro e da parrilla argentina e vem com muitos miúdos assados, além dos cortes de carne no fogo. Na foto, a parrilla do Mercado Del Puerto, em Montevidéu. Foto: Matyas Rehak via Shutterstock.

O que ver

A capital uruguaia Montevidéu é ótima pedida para quem viaja sozinha e quer sossego e pouco agito, uma daquelas cidades que funcionam em um ritmo lento, convidando a desacelerar. Pequena e acolhedora, não é destino ideal para quem busca badalação e pode ser explorada em dois ou três dias. Também é possível circular entre as principais atrações a pé.

A Plaza Independencia em Montevidéu com o Palacio Salvo e o Monumento ao General Artigas. Foto: Spectral-Design via Shutterstock.

A 180 km de capital, você vai encontrar Colonia del Sacramento (foto acima), a cidade mais antiga do Uruguai, foi fundada por portugueses, o que lhe confere um aspecto diferente do resto do país. Pequena, é uma cidade gostosa para caminhar sem roteiro ou destino específico, absorvendo a história e o charme. O centro histórico tem aquele clima de volta ao passado típico das cidades coloniais sul-americanas. Um dia é suficiente para aproveitar sem pressa e se deixar levar.

Pôr do sol em Punta. Foto: ontopdrone via Shutterstock.

Punta del Este é uma das cidades mais seguras da América do Sul e destino queridinho do continente, conhecido por transpirar luxo e opulência. Mas não pense que é uma cidade só para bem-nascidos. Punta é ótima para quem viaja sozinha e dá para circular e conhecer a cidade alugando uma bicicleta e pedalando. Oferece várias opções de festas e lojas bacanas e é especialmente animada durante o verão. Quem ama praia com certeza vai adorar Punta e até os mais urbanos profissionais de poker já declaram seu amor pela cidade e seus restaurantes incríveis.

Vale reservar um tempinho para visitar a Casapueblo, local construído pelo artista uruguaio Carlos Paez Vilaró que é uma mistura de museu, galeria de arte, hotel e restaurante e que tem uma vista maravilhosa do espetacular pôr do sol uruguaio.

Vista lateral da Casapueblo, um dos símbolos do litoral uruguaio. Foto: DFLC Prints via Shutterstock.

O único ponto negativo de Punta del Este são os elevados preços de tudo durante a alta temporada, então considere uma viagem na meia estação ou reserve uma grana extra para o tempo que você for passar na cidade.

Mas você vai sozinha?

Tudo o que li e ouvi de amigas sobre o Uruguai me dá certeza que esse é um dos melhores países sul-americanos para viajar solo. De maneira geral, a sensação de segurança é maior que em outros destinos da América Latina e os uruguaios tem fama de hospitaleiros e prestativos. Além disso, é um país em que dá tranquilamente para fazer os roteiros usando transporte público, sempre um ponto importante quando se viaja sozinha.

Cabo Polonio também é destino pra quem ama praia, mas é bem mais rústico e difícil de chegar. entre foto: Jordan Atkins via Shutterstock.

Foto do destaque: Colonia del Sacramento por Don Mammoser via Shutterstock